Os Escafandristas

Este é um documentário que por acaso participei… estava em stl e me perguntaram se poderiam fazer algumas perguntas… sobre mim… meus pensamentos etc… dai simplesmente recebi o link do video e estou postando aqui… espero que gostem!

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Tocadores de Didgeridoo

Este post tem o objetivo de mostrar alguns dos tocadores de didgeridoo que estão sendo pioneiros na divulgação e aperfeiçoamento deste instrumento que aos poucos está se tornando mundialmente conhecido… aqui segue alguns videos que encontro no youtube, e por estar envolvido no ramo escolhos algumas apresentação que estariam classificadas como os tops do Didgeridoo…

Ondrej Smeykal

Dubravko Lapaine

Adèle

Zalem

Zuza (brasileiro)


Em 2011 aconteceu um festival em berlim. Postarei daqui para baixo este evento onde os melhores tocaram!

Publicado em Música | Deixe um comentário

Flautista Brüggen

Bom… hoje em quanto eu pesquisava algumas partituras para flauta me deparei com alguns videos de um flautista fantástico… assim quis compartilhar com todos essas músicas que tocam a alma!

Gratidão

Publicado em Música | Deixe um comentário

Presente

Presente

Sentado numa ilha

Observo a vida passar

Sem nenhum carro para incomodar

Não tenho futuro só o presente!

Cada pessoa que passa possui uma história para contar

Muitas vieram de outros continentes

De onde as pessoas são menos contentes

Sentado na frente de uma cruz,

Que está entre mim e o mar,

Vejo o mundo passar.

A cada movimento que fazemos

Geramos o passado

Que pouco antes era o futuro,

Esta transição inexistente é o presente.

Talvez só tenha este nome

Pois é um presente estarmos aqui.

Mas nunca nos esqueçamos de que ele não existe!

Rao Caiuá B. Mardegan   (Ilha Grande – 31/10/08)

Publicado em Poemas | 2 Comentários

Perguntantes

Perguntantes

Somos seres perguntantes…

A diferença entre os seres inumanos

Está somente nas perguntas que criamos:

Como posso melhorar?

X

Quantas você beijou?

Não cabe a nós julgarmos,

Mas podemos questionar,

Perguntar.

Assim poderemos “gerar” respostas transformadoras

Causando outras perguntas mais profundas.

Talvez assim possamos mudar

De uma sociedade capetalista,

Para uma baseada no amor!

Rao Caiuá B. Mardegan     (Ilha Grande – 31/10/08)

Publicado em Poemas, Sem categoria | Deixe um comentário

Superficiais

Hoje somos pessoas que vivem com medo.

Temos medo de vivenciar,

Travados pelos mais diversos bloqueios

Raramente trocamos olhares com um estranho

Abraçamos um grande amigo de verdade

Amamos

Somos superficiais!

Vivemos ainda na dimensão material

E nos perdemos quando pisamos no emocional

E não fazemos idéia da dimensão espiritual

Somos movidos pelos desejos e medos

Mas já passou a hora de acordar

O que você faz aqui?

Qual seu propósito de vida?

Mas não responda no físico-mental

Não quero saber superficialmente

Só o profundo, o Real é que importa

O resto é só mais uma resposta ilusória.

Publicado em Poemas | 2 Comentários

Quem eu sou???

Monólogo : Quem eu sou?

Responda-me uma coisa:
Vocês vieram aqui com qual intenção?
Já que poderiam ter ficado em casa
E ver alguma porcaria na televisão.
——-//———
Já que vocês estão aqui
Sem idéias, não vão sair.
Pois tenho uma tarefa
E vou tentar cumprir.
Quem eu sou
É o que eu quero descobrir,
Por isso vamos refletir.
——-//———
Quem sou e por que sou?
Pergunto-me isso não sei o porquê?
Já sei! Vocês é que vão me responder.
Como? Não interessa! Eu quero saber!
——-//———
Então o mundo me responde:
– Você é um aluno do Brasílio Machado
Tem 16 anos e muito talento.
Que bom! Já sei quem eu sou!
Mas acho que não sou tão talentoso assim.
Esquece! Vocês falaram como sou,
E é assim que vou ser!
——-//———
Isso acontece a toda hora
Do momento em que surgimos
Até irmos embora.
E você? sabe quem é?
——-//———
Quem realmente souber
Levante-se agora!
Parabéns! Mas não é isso que temos que fazer.
Pois não devemos saber quem somos
E sim ser o que somos.
Mesmo assim, pergunto me:
Quem eu sou?
——-//———
Talvez eu não seja nada.
Para ver isso, compare-se ao universo
Você simplesmente desaparece.
——-//———

Talvez ele seja do tamanho da Terra
E ela do tamanho de um grão de areia.
Difícil imaginar, né?
Agora o universo
é do tamanho de um átomo de oxigênio
E, ao seu lado estejam infinitos átomos.
——-//———
Agora eu sei quem eu sou.
Um aluno do Brasílio Machado
Tenho 16 anos e sou um pouco talentoso
Sei que vou morrer
Quando não interessa
Um dia eu vou saber.
Curioso? Percebi que não sou nada
Que penso que sei o que sou.
——-//———
Eu penso porque assim viro algo
Meu corpo vira energia
E minha mente recebe sabedoria.
O “penso” a que me refiro
Está relacionado à reflexão
E não à diversão
——-//———
Penso muito para escrever
Baseio-me no conhecimento
Que surge do pensamento
Gosto de ler
Mas nem tanto de escrever
——-//———

Escrevo pois me obrigo
Tenho a obrigação
Com um futuro ”Amigo”
Que talvez eu só conheça
Depois de morrer
——-//———
Nós, humanos,
Não nos valorizamos
Em vez de pensarmos, desejamos
E disso, proveito algum tiramos
——-//———
Talvez, agora, eu tenha descoberto quem sou?
Um aglomerado de células
Que juntas geram correntes elétricas
Que fazem nós sermos
Quem pensamos que somos
——-//———

Nós humanos somos egóicos
Só pensamos nos outros
E esquecemos de ser o que somos.
Falando isso alguém deve estar indignado
Porque pensa que é e é o que é.
——-//———
Devo ter escrito isso à toa
Pois se eu não sei o que sou
Como poderia escrever sobre quem eu sou?
Se há pessoas que em uma vida inteira
Só pensam que sabem quem são
——-//———
Esqueça do amanhã
E quem você é
Feche os olhos e vá,
Para onde quiser
Mas não veja,
Sinta onde está.
Impossível pois como sentirá a água
Se não a toca
Agora relaxe o corpo, e
Não sinta a roupa que veste
——-//———
Faça isso todo dia
Até deixar de pensar o que está fazendo
E assim poderá descobrir
quem você realmente é.

Eu prometo que um dia descobrirei quem eu sou.

Rao Caiuá B. Mardegan (2004)

Publicado em Poemas | 4 Comentários